• 06 OUT 17
    • 0
    Entenda como a obesidade infantil pode ser um perigo para a saúde do coração

    Hipertensão, colesterol elevado e desenvolvimento de doença coronariana são alguns malefícios

    A má alimentação na infância causa diversos problemas de saúde, entre eles, a obesidade infantil. E de acordo com dados divulgados este mês pelo Ministério da Saúde, o número de obesos no Brasil cresceu 60% nos últimos 10 anos, o que tem ligação direta com a presença da obesidade na infância.

    Além disso, devido ao aumento da obesidade, cresceu também o número de pessoas que sofrem com diabetes, infarto agudo do miocárdio (IAM), acidente vascular cerebral (AVC), hipertensão arterial, esteatose hepática (acúmulo de gordura no fígado) e câncer, já que a gordura visceral tem efeitos inflamatórios e intensificam as chances dessas complicações se desenvolverem.

    Segundo o cirurgião cardíaco de São Paulo, Marcelo Sobral, a obesidade é uma grande vilã para a saúde das crianças, pois pode desencadear distúrbios considerados de adultos.  “O excesso de peso pode ser responsável por problemas de hipertensão, colesterol elevado e desenvolvimento de doença coronariana devido à gordura que, em excesso, acaba se acumulando nas paredes das artérias e aumenta o risco desses problemas cardiovasculares”, alerta o especialista.

    A prevenção ainda é o melhor remédio e no caso da obesidade ela deve começar ainda nos primeiros anos de vida, pois pode ajudar a evitar as doenças cardíacas na fase adulta. O especialista explica a importância dos pais e responsáveis ficarem atentos aos hábitos dos pequenos e incentivarem a prática de atividades físicas.

    Segundo um estudo feito pela Escola Bloomberg de Saúde Pública da Universidade JohnsHopkins, se todas as crianças e adolescentes praticassem pelo menos 25 minutos de atividades físicas três dias por semana, resultaria em menos 340 mil jovens obesos ou com sobrepeso, uma redução de mais de quatro pontos percentuais no índice atual.

    “Para evitar a obesidade, o ideal é que os pais reforcem a pratica de atividades físicas, diminuam o tempo de TV, videogames e jogos em celulares, estimulem o consumo de alimentos saudáveis como frutas e verduras, e o mais importante: servir de exemplo para a criança”, finaliza Sobral.

    Fonte: http://www.jb.com.br/ciencia-e-tecnologia/noticias/2017/05/20/entenda-como-a-obesidade-infantil-pode-ser-um-perigo-para-a-saude-do-coracao/

    Deixe um comentário →

Deixe um comentário

Cancel reply

Newsletter

Inscreva-se para receber novidades.

Envie sua sugestão

Tem uma matéria do seu interesse? Alguma sugestão de informação? Envie um e-mail para nossa equipe: sugestao@tommasi.com.br